O cheiro de cada um!


Quantos cheiros guardamos dentro de nós?

Assim que nascemos, já aprendemos a reconhecer o cheiro da nossa mãe. Depois vem o pai, os irmãos, os avós e os mais próximos de nossas famílias.
Logo depois começamos a reconhecer o cheiro de nossos primeiros amiguinhos. Mas são só os primeiros, porque na vida iremos nos encontrar com muitos.
Nossos amigos irão se modificando ao logo de nossas vidas. Vem os da escola, do trabalho, dos passeios, enfim os da vida.
Logo chega o primeiro amor, o primeiro namorado, os outros namorados e assim vamos formando nosso estoque de cheiros.

A vida vai andando rápido e fazendo com que nós mesmo selecionemos os cheiros que queremos guardar. E eles ficam guardados.
Guardamos também o cheiro de objetos, de lugares, de situações. Tudo armazenado dentro de nós.
E enquanto vamos amadurecendo, vamos armazenando.
Muitas coisas e situações ficam até esquecidas dentro de nós. O tempo passa e nem lembramos mais que lá tem um arquivo grande e importante para nossa existência.
Mas a vida com todos os seus caprichos, faz questão de nos levar a viver algumas histórias que, como num piscar de olhos nos faz rapidamente reviver esses cheiros que nem mais lembrávamos que existiam e que eram tão importantes para nossa história.

Então vamos agora pensar em 2020, com todos os seus meses. Em janeiro e fevereiro, achávamos que o ano começaria depois do carnaval…que ilusão. Foi justamente depois do carnaval que o ano parou. Parou para que cada um de nós aprendesse a se isolar, a não abraçar, a não beijar, a não aglomerar. Ensinou que íamos sentir saudades de coisas corriqueiras e que não dávamos importância. Ensinou que já não precisávamos de tantas coisas e tantos adornos para ser feliz. Bastava ter saúde e ver as pessoas que amávamos com saúde.
Tivemos que dizer tchau para algumas pessoas que nos eram queridas, de longe, bem longe.
Aprendemos a saber que alguém partiu e apenas partiu. Sem adeus,
E a cada aprendizado íamos lembrando dos cheiros já tão esquecidos.

Agora estamos a caminho de 2021!
Que seja um ano diferente também. Onde possamos reviver esses cheiros e lembrar desses momentos que marcaram a nossa vida, desde o início.
Que nossas recordações nos façam pessoas melhores e mais empenhadas em construir um mundo mais alegre, mais sadio e muito mais humano,

Feliz Ano Novo!
Salete Amorim Gaefke