Simpatia para afastar pessoas maldosas


Simpatia para afastar pessoas maldosas que funciona muito bem. Experimente se estiver passando por uma situação assim.

Tem gente, infelizmente, que por sua própria natureza ou pelas influências negativas que receberam e guardaram, são extremamente maldosas e não se incomodam em ferir e prejudicar as outras.

Essas pessoas vivem cercadas de uma escuridão tão grande que precisam realmente de muita ajuda para saírem dela.

E, ao invés de lastimarmos apenas, precisamos, como filhos do mesmo Pai, ajudá-las.

Para isso, nada como recorrer à ajuda do anjo Lelahel, acendendo num prato sete velas brancas e espalhando mel e água entre elas. O melhor horário para esse contato é da 01:40 às 02:00 horas.

Ofertá-las ao anjo, pedindo-lhe que, com sua generosidade e com seu equilíbrio, conduza a pessoa maldosa de volta à luz.

Após as velas se queimarem, jogue o que estiver no prato em um jardim ou num gramado, depois lave o prato em água corrente.

Não é apenas uma Simpatia para afastar pessoas maldosas, mas serve para ajudar pessoas a encontrar uma luz e amansar seus corações.

Deixo então, o meu texto “Quanto tempo”  para uma reflexão.

Quanto tempo?

Quanto tempo, texto do Gaefke

Só o amor poderá nos unir em uma grande família, mas a dor é um dos maiores caminhos, uma estrada longa e penosa, mas necessária para muita gente acordar de seus sonhos mesquinhos.

Enquanto existirem pessoas preocupadas somente com o seu umbigo, com a sua conta bancária, com o seu poder, haverá pranto e ranger de dentes.

 

A própria pessoa, vítima dessa ilusão chamada egoísmo, acorda um dia e percebe que construiu um castelo na areia, lindo, maravilhoso de se ver, mas sem estrutura, sem base, e uma onda mais forte bate e derruba tudo.

 

Quantos anos você vai viver?

Por melhor que seja a sua vida que se tenha, não vai ultrapassar os 110, e mesmo asim, quantos anos serão de qualidade? Muitos chegam aos 30 cegos por doenças, aos 40 martirizados por amputações, aos 50 sem poder caminhar devido ao coração desgastado.

 

Quantos anos você ainda vai viver?

Quais são os projetos que realmente serão de importância para a sua vida?

Qual a lágrima que vale realmente a pena chorar?

Qual a importância desse fato que anda te massacrando os miolos para o seu futuro?

 

Reclamas de solidão?

Há tanta gente precisando de uma palavra amiga, de um abraço, um gesto de carinho.

Por que não extravasar esse amor que arde em seu peito no consolo de pobres e aflitos?

Por que ficar trancado em um quarto escuro com medo da vida, se há tanta tarefa a nos esperar?

Por que se lamentar quando ainda te restou um braço, duas pernas, olhos, meia visão, um resto de luz, um pouco de saúde…

 

Há tanta coisa para ser feita nesse mundo, muito mais do que simplesmente reclamar disso ou daquilo, culpar esse ou aquele.

Descruzar os braços, esse é o gesto dos novos e anônimos heróis, gente como você, que desperta para a verdadeira felicidade.

Quantos anos você ainda vai viver?

Não importa, importa sim, o que vai restar de você, se forem boas obras, sua vida terá sido de grande proveito, e você poderá dizer da vida que teve: vivi intensamente o meus dias e fui feliz!

 

Qual é a sua reclamação para hoje?

Paulo Roberto Gaefke